Mesa Brasil

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player
O Mesa Brasil SESC
A alimentação é direito fundamental de todo e qualquer cidadão

O Mesa Brasil SESC é uma rede nacional de bancos de alimentos contra a fome e o desperdício. Seu objetivo é contribuir para a promoção da cidadania e a melhoria da qualidade de vida de pessoas em situação de pobreza, em uma perspectiva de inclusão social. Trata-se essencialmente de um Programa de Segurança Alimentar e Nutricional, baseado em ações educativas e de distribuição de alimentos excedentes ou fora dos padrões de comercialização, mas que ainda podem ser consumidos.


Assim, o Mesa Brasil SESC busca onde sobra e entrega onde falta. De um lado, contribui para a diminuição do desperdício, e de outro reduz a condição de insegurança alimentar de crianças, jovens, adultos e idosos. Em ambos os polos desse percurso, as estratégias de mobilização e as ações educativas incentivam a solidariedade e o desenvolvimento comunitário.

Missão
Contribuir para Segurança Alimentar e Nutricional dos indivíduos em situação de maior vulnerabilidade e atuar na redução do desperdício, mediante a doação de alimentos, desenvolvimento de ações educativas e promoção de solidariedade social em todo o país.

Visão
Tornar-se referência nacional como rede de solidariedade na área de segurança alimentar e nutricional.  

Valores
Responsabilidade | Compromisso | Solidariedade | Equidade | Integração | Transparência | Qualidade

Saiba como começaram as primeiras ações do SESC para a Segurança Alimentar e Nutricional:


1991 É lançado no SESC Paraná o projeto Sopa & Pão. As sopas eram preparadas pelos restaurantes das unidades e distribuídas para crianças, idosos e famílias de baixa renda.

1994 Nasce o Mesa São Paulo na unidade SESC Carmo, capital, com objetivo de evitar o desperdício de alimentos e minimizar a fome.

1997 Surge a modalidade de trabalho denominada colheita urbana. Os alimentos excedentes – mas ainda próprios para o consumo – são distribuídos para entidades sociais.

2000 O SESC Rio de Janeiro implanta a modalidade banco de alimentos. Eles permitem que as doações sejam recolhidas nas empresas doadoras, armazenadas e disponibilizadas às instituições sociais. Em 2001, a modalidade é lançada no Ceará e em 2002, em Pernambuco.

O programa ganha dimensão nacional. O Mesa Brasil SESC é lançado em todos os estados brasileiros para combater o desperdício de alimentos e minimizar a fome. Apenas em seu primeiro ano de atuação, foram distribuídos 4,6 milhões de quilos de alimentos, beneficiando mais de 173 mil pessoas.