Sobre o projeto
Explorar o universo no planetário ou conhecer os limites do corpo humano? Desvendar os segredos da química e aprender física brincando: com experimentos interativos, o Sesciência leva educação e divulgação científica a todos os estados brasileiros por meio de exposições itinerantes e Salas de Ciências.

Seja em experimentos científicos, jogos ou nas demais realizações do projeto, públicos de todas as idades podem ter acesso ao conhecimento. Assim, o Sesc oferece aos professores suportes para suas aulas teóricas, e aos alunos, proporciona a oportunidade de aguçar a curiosidade, aprender e compreender a ciência do dia a dia. Todos os conteúdos das exposições, palestras e oficinas do Sesciência recebem apoio pedagógico especializado de coordenadores, professores e mediadores que pensam no contexto histórico e cultural das diferentes regiões brasileiras.

O Sesciência surgiu em 1987 com o objetivo de multiplicar e popularizar o conhecimento científico no Brasil, especialmente em cidades do interior, onde existem poucos museus e centros de ciência. Para isso, elaborou vídeos e mostras a partir de convênios com empresas nacionais e internacionais. Desde sua criação, o Sesciência já promoveu 15 exposições e passou por 253 cidades, contabilizando mais de um milhão de visitantes.

Doze anos após o surgimento do projeto, algumas unidades do Sesc receberam suas Salas de Ciências – espaços permanentes com experimentos e atividades que entrelaçam conhecimento, imaginação e diversão. Santa Catarina, Rio de Janeiro e Roraima foram os primeiros a inaugurar as Salas e passaram a oferecer conhecimento científico em locais distantes de museus, centros de ciência e tecnologia, geralmente presentes nas grandes cidades.

A entrada nas Salas de Ciências é gratuita e está aberta a todos os públicos. A programação muda de acordo com a unidade do Sesc, mas inclui: visita guiada, oficinas, exibição de vídeos científicos, palestras, seminários, entre outras atividades.

Principais projetos | Física e Astronomia, Água e Meio Ambiente, Química e Biodiversidade.

Visitas guiadas podem ser agendadas por telefone ou nas próprias unidades.