Depoimentos

ALAGOAS
Teófanes Silveira - Palhaço Biribinha
Para nós, da Turma do Biribinha, o Palco Giratório representa um dos maiores projetos de circulação, que difunde a cultura do nosso país em todas as formas. É uma grande oportunidade de conhecer e ficar conhecido.
No ano em que circulamos havia um momento chamado "intercâmbio cultural". Assistir um grupo e ser assistido pelo mesmo grupo, trocar experiências e curiosidades dos fazeres de cada um, os contatos, era um momento único e muito especial. Palco Giratório. Inesquecível. Também nos abriu muitas portas.


BAHIA
Companhia A RODA de teatro de Bonecos - Salvador
Considerado o maior difusor das artes cênicas no Brasil, o projeto surpreende por sua vasta penetração nacional e admirável curadoria - que sempre privilegia montagens inventivas e de pouco apelo comercial. O empenho e a inesgotável força de produção de todas as unidades do Sesc participantes oferece às companhias em viagem um ambiente de circulação único. O resultado é uma experiência artística inesquecível, tanto para o público quanto para os artistas. A companhia A RODA teve a honra e o prazer de participar por duas vezes do projeto. Ao todo circulamos por 22 estados brasileiros em mais de 60 cidades com os espetáculos “Amor & Loucura” (2008) e “O Pássaro do Sol” (2015). Só podemos dizer: muito obrigado Palco Giratório! Que esses 20 anos de realizações sejam apenas as primeiras voltas de um giro ainda maior, a encantar a todos por onde passar.  

 

MARANHÃO
Lauande Aires - circulou com espetáculo “O miolo da estória”, em 2013 de sua Cia Santa Ignorância e em 2016 circulou com o espetáculo “A carroça é nossa”, no grupo Xama Teatro
Acompanho o Palco Giratório há 15 anos e vejo as transformações que o mesmo tem provocado na cena local. Como se fosse pouco possibilitar a apreciação de espetáculos de referência na cena nacional, promover oficinas, debates, intercâmbios, encontros extras, informais, amizades, afetos, o Palco Giratório trouxe também para o estado do Maranhão a possibilidade de sonhar!
O Palco Girátório é um projeto de quem ama a vida, ama a arte, ama as pessoas e ama esse país. Só muito amor reunido é capaz de enfrentar tantas adversidades para favorecer, com toda estrutura e dignidade, o encontro de artistas com artistas, artistas e comunidades, regiões com regiões, Brasil com Brasil. Não consigo descrever a felicidade diante de tantos encontros afetivos, diante de tantos olhares, sorrisos, falas, depoimentos, questões e inquietações que dão sentido a nossa existência. Mas posso dizer e gritar: Obrigado! Obrigado! Obrigado!
O Palco Giratório me tornou novo homem, novo artista, novo pai, novo amigo. Já não sou mais o mesmo e minha cidade também não.


MINAS GERAIS
Grupo Oriundo de Teatro - circulou em 2014 com O Mistério da Bomba H___
Em 8 anos de carreira o Grupo Oriundo de Teatro nunca tinha vivido uma experiência tão rica como a turnê do Palco Giratório 2014. A seqüência de apresentações, o encontro com públicos diversos, a convivência, a distância da família, trouxeram a tona muitos medos, desejos e principalmente muitas realizações no âmbito profissional e pessoal de todos os integrantes envolvidos. Poderíamos dizer que hoje, somos capazes de enxergar muito além do que acontece no presente de um espetáculo teatral no âmbito da produção e da circulação bem como o caminho para seu amadurecimento artístico.
Temos muito a agradecer a esse projeto que tanto acrescentou em nossa trajetória como grupo e como artistas! Que venham muitas edições! Vida longa ao Palco Giratório!


Armatrux - circulou em 2011 com o espetáculo “No Pirex” e os repertórios “De banda pra lua”, “Bulú & Curisco” e “Parangolé” 
O próprio nome Palco Giratório traz em si o que esse projeto proporcionou para o Grupo Armatrux. Uma visão de 360 graus do Brasil. Esse nosso país tão vasto quanto complexo.
Experienciar essa vastidão através do teatro e ouvir a resposta do público aos nossos espetáculos, carregada de tão distintos sotaques, nos impulsionou e nos impulsiona a querer sempre mais. Viajar, para encontrar. Afirmando no encontro o sentido de se fazer teatro.
 


GOIÁS
Marcos Fayad 
Circular por mais de 40 cidades pelo projeto Palco Giratório do Sesc com dois espetáculos – “Puro brasileiro” e “Voar" - significou uma injeção de ânimo aos artistas envolvidos. Foi revigorante o contato com pessoas das mais diferentes cidades brasileiras. Fizemos teatro com segurança, organização e conforto. Se o artista está pleno sua arte também estará.


PARANÁ
Marcos Damaceno Companhia de Teatro – Curitiba
Foram 68 cidades, de grandes capitais a cidades afastadas de grandes centros, com os espetáculos “Árvores Abatidas ou Para Luis Melo” e “Psicose 4h48”, além de uma série de palestras e oficinas.  Foram meses de viagens que marcaram a vida não só dos integrantes da Cia como também a realidade das pessoas que assistiram aos espetáculos. Por tudo isso, não tenho a menor duvida: é o maior e mais importante projeto de circulação de espetáculos,  de ampliação de público e de democratização de acesso à arte de qualidade do país. Um sonho, para qualquer artista brasileiro, embarcar nesta história linda que é participar do Palco Giratório.


PERNAMBUCO
Iara Campos – circulou em 2012 com o espetáculo “O amor de Clotilde por um certo Leandro Dantas”, da Trupe Ensaia Aqui e Acolá
O Palco Giratório foi nossa escola de amadurecimento. Foi no circuito que nosso grupo ganhou corpo, densidade e se tornou o que é hoje. O dia a dia na estrada nos fez crescer enquanto seres humanos. O exercício da convivência, do trabalho coletivo e do diálogo nos tornou maiores em amor e profissionalismo. Conhecer o Brasil a fundo, em sotaques, rostos, música, corpo, dança e teatro fez de nós parte integrante e politicamente ativa na construção da sociedade que desejamos. Gratidão e vida longa ao Palco Giratório.


RIO GRANDE DO NORTE 
Cia. Pão Doce de Teatro
O Palco Giratório é um abrir de cortinas para que o Brasil conheça o Brasil. Guardamos conosco o brilho no olhar, o encantamento, a força e a resistência das manifestações artísticas de cada região, especialmente as mais distantes dos grandes centros. Artistas de todo o território nacional colorindo com muita arte cada pedaço de chão percorrido. Ser parte dessa história é motivo de orgulho para a Cia. Pão Doce de Teatro.