Historiografias da Dança Brasileira

O projeto Historiografias da Dança Brasileira se estruturou como uma série de 5 videoconferências sobre as diferentes narrativas das histórias da dança no Brasil tendo como objetivo principal colocar em diálogo a diversidade de perspectivas sobre a dança e problematizar o olhar hegemônico do eixo Sul-Sudeste.

O projeto abordou conceitos fundantes, tais como os de memória e acervo, que ainda não ganharam a abrangência que merecem tanto em espaços acadêmicos quanto em espaços de conhecimento em geral. Através da realização de palestras dialogadas, foram reunidos 3 pesquisadores de cada região do Brasil para compartilhar suas recentes buscas e investigações sobre esse tema, visibilizando e aprofundando conhecimentos que extrapolam uma abordagem linear e canônica sobre a dança. Cada encontro foi realizado em uma cidade distinta, mobilizando as equipes de cultura do Sesc e também artistas, professores, estudantes de dança e interessados em geral para debater conceitos, articular e integrar as ações de dança do Sesc com vistas a fortalecer o ainda necessário fomento desta linguagem artística nas instituições  de cada estado. 

O projeto é uma proposição da equipe de Artes Cênicas do Departamento Nacional do Sesc, realizado em parceria com a Gerência de Formação e Pesquisa  com a assessoria da artista, pesquisadora e professora de dança Flavia Meireles. Ele está articulado às iniciativas de dança já realizadas nos últimos 6 anos por meio do projeto História das Artes Cênicas e Sesc Dramaturgias, que tem mapeado a atividade no Sesc. 

.............................................................................................................................................................

Assessoria externa em curadoria: 


Flavia Meireles

Mestre em Artes Visuais na EBA/UFRJ e pesquisa o corpo e a dança em experimentação. Cria seus próprios trabalhos (Trabalho para Comer – FADA 2012, Sem nome, todos os usos – Prêmio Klauss Vianna 2008) e colaborou artisticamente com Paulo Caldas, João Saldanha, Marcela Levi, Gustavo Ciríaco entre outros. Esteve como artista-residente no Centre International des Récollets (Paris, 2010). Produziu os eventos “Uma noite com Yvonne Rainer e amigos” (2009), ABI PENSA A DANÇA (2011), Práticas do comum (2011) e Ciclo de Encontros: a Dança Carioca no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro (2012). Coordena o grupo de pesquisa Temas de Dança (FADA 2011 e Fomento à Cultura Carioca 2013).