• A praga do cinema brasileiro
  • Distrito Federal, Brasília
  • 27min, curta-metragem, ficção, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • O filme se inicia com uma ficção de terror com o personagem Zé do Caixão indo ao Congresso Nacional rogar uma de suas famosas pragas. Ao fim da praga, quando bate o seu poderoso tridente no chão, ele liberta filmes “aprisionados pelo Capetal”. A partir de então o curta se utiliza de vários recortes de filmes brasileiros, que datam de 1962 a 1991, ficções e documentários, que foram encadeados a fim de criar uma narrativa que refletisse o Brasil de 2018, num complexo trabalho de pesquisa e montagem.
  • Direção: William Alves e Zefel Coff
    Elenco: José Mojica Marins como Zé do Caixão
    Produção executiva: William Alves e Zefel Coff
    Roteiro: William Alves e Zefel Coff
    Produção: Karibu Cinema, Kanema Experimento, Coprodutoras, Inspira Filmes, Festival e Taguatinga de Cinema
    Fotografia: Maninho Ferreira
    Direção de arte: William Alves
    Som direto e técnico de som: Elder Miranda Junior
    Montagem: Zefel Coff

  • Abrindo as janelas do tempo
  • Bombinhas, Santa Catarina
  • 62min, média-metragem, ficção, 2017 Classificação indicativa: Livre
  • Aprisionada em si mesma, a personagem central luta para encontrar-se e viver no presente. Suas confusões temporais envolvem o espectador fazendo-o experimentar de perto essas vivências. A história se passa num vilarejo caiçara em três épocas diferentes, revelando muita sensibilidade. O filme traduz uma história de amor, de perda, espera e de aceitação.
  • Direção: Santiago José Asef
    Elenco: Célia Rebelo, Cilene Borba, Paulo Goedert, Cléo Melo e Alexandre Gonçalves
    Roteiro: Marcos Aurino Pinheiro
    Produção: Aline Lúcia Vieira
    Fotografia: Santiago José Asef
    Direção de arte: Aline Vieira e Cilene Borba
    Montagem: Santiago José Asef
    Cantadores de Engenho: Aline Lúcia Vieira, Carlos Eduardo Boaventura, Cilene Juciane Borba, José Antônio Olímpia, Marcos Aurino Pinheiro, Murilo Evandro de Melo, Paulo Estevão Goedert e Vinícios Reinaldo de Melo

  • Almofada de penas
  • Florianópolis, Santa Catarina
  • 12min, curta-metragem, ficção, 2018 Classificação indicativa: 12 anos
  • Logo após sua lua de mel, Alicia contrai uma doença inexplicável, enquanto seu marido Jordão presencia tudo de modo indiferente. Algo oculto a está enlouquecendo. A doença faz a jovem mulher mesclar a realidade com alucinações monstruosas.
  • Direção: Joseph Specker Nys
    Produção executiva: Maria Emilia de Azevedo e José Manuel Sappino
    Roteiro: Joseph Specker Nys - Adaptação do Conto Homônimo de Horácio Quiroga
    Produção: Maria Emilia Oliveira de Azevedo, Joseph Specker Nys e Marcelo Esteves
    Direção de fotografia: Marcos Vinícius D'Elboux
    Direção de arte: Joseph Specker Nys
    Direção de animação: Pedro Peluso
    Direção musical e composição original: Júlio Miotto
    Design, produção e confecção de figurinos: Andressa W.Klawa
    Montagem: Joseph Specker Nys e Mauricio Fischer

  • Aqueles dois
  • Fortaleza, Ceará
  • 15min, curta-metragem, 2018 Classificação indicativa: 12 anos
  • Caio José tem 25 anos e é enfermeiro. Kaio Lemos tem 38 e é pesquisador acadêmico. Eles têm boa formação intelectual, amigos e família, e em nada se diferenciam dos tantos rapazes que vivem realidades similares, não fosse pelo fato de serem homens transgêneros.
  • Direção: Émerson Maranhão
    Elenco: Caio José e Kaio Lemos
    Roteiro: Émerson Maranhão
    Produção: Allan Deberton e Natasha Silva
    Direção de fotografia: Breno César
    Montagem: P. H. Diaz
    Desenho de som: Érico Paiva “Sapão”

  • Aurora
  • Aracaju, Sergipe
  • 15min, curta-metragem, documentário, 2017 Classificação indicativa: Livre
  • No palco de um teatro destruído assistimos a uma peça teatral em que Elizabeth, Mercedes e Crisalida, três mulheres negras em diferentes etapas da vida, revivem tudo o que sofreram com a interpretação de seus próprios conflitos na forma de monólogos interiores. 
  • Direção: Everlane Moraes e Tatiana Monge
    Elenco: Elizabeth Fuentes, Mercedes Rodríguez e Crisálida Páez
    Produtor executivo: Matheus Mello e Tatiana Monge
    Roteiro: Everlane Moraes
    Empresa produtora: Escuela Internacional de Cine y TV
    Direção de fotografia: Pablo Ascanio
    Montagem: Elena Cedeño
    Som direto: Bianca Martins
    Direção de arte: Everlane Moraes

  • Catadora de gente
  • Rio Grande do Sul, Porto Alegre
  • 18min, curta-metragem, documentário, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Catadora de gente é Maria Tugira Cardoso. Há 30 anos a personagem do filme dedica sua vida à catação de lixo. Com sua fala lúcida a respeito da vida e de suas complexidades, Tugira narra sua história e propõe ao espectador uma reflexão profunda sobre as desigualdades sociais do Brasil.
  • Direção: Mirela Kruel
    Elenco: Maria Tugira Cardoso
    Produção executiva: Mirela Kruel
    Roteiro: Mirela Kruel
    Direção de produção: Mariana Frantz
    Direção de fotografia: Eduardo Nascimento Rosa
    Desenho de som: Bruno Carboni
    Montagem: Bruno Carboni

  • Da curva pra cá
  • Vitória, Espírito Santo
  • 19min, curta-metragem, ficção, 2018 Classificação indicativa: 10 anos
  • Dizem que, quando você está sonhando, a única forma de descobrir se é um sonho é acender a luz.
  • Direção: João Oliveira
    Elenco: Josué Corrêa Silva, Eliene Thomas, Felipe Soul, Patrick Views e Marcos Oliveira
    Produção executiva: Livia Egger
    Roteiro e edição: João Oliveira
    Direção de produção: Juane Vaillant
    Direção de fotografia: Francisco Xavier
    Direção de arte: Raphael Araújo
    Edição e desenho de som: Marcus Neves

  • Do outro lado
  • São Paulo, São Paulo
  • 14min, curta-metragem, ficção, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Às vésperas de uma importante decisão, a juíza da Corte Suprema de Taiwan recebe uma carta inesperada.
  • Direção: Bob Yang
    Elenco: Chang Hsi Oh
    Roteiro, produção, direção de fotografia, montagem e direção de arte: Bob Yang, Frederico Evaristo
    Desenho de som: Rafael Gomes

  • Entre Parentes
  • Distrito Federal, Brasília
  • 28min, curta-metragem, documentário, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Um ano após impeachment presidencial, Brasília recebe a maior mobilização indígena durante a 14a edição do Acampamento Terra Livre, no final de abril. Enquanto isso, na mesma Esplanada dos Ministérios que abriga barracas de povos indígenas de todo o Brasil, parlamentares articulam uma agenda de retrocessos à causa indígena. Os parentes não deixarão de lutar.
  • Direção: Tiago de Aragão
    Produção executiva: Ana Paula Rabelo
    Roteiro: Tiago de Aragão
    Direção de produção: Camilla Shinoda
    Pesquisa: Camilla Shinoda e Tiago de Aragão
    Fotografia: Alan Schvarsberg
    Som: Arthur Egydio
    Montagem: Guile Martins

  • Estrangeiro
  • João Pessoa, Paraíba
  • 115min, longa-metragem, ficção, 2018 Classificação indicativa: 14 anos
  • Estrangeiro é uma viagem sensorial e poética nas memórias de Elisabete (Cecilia Retamoza), uma jovem mulher que viveu sua infância na paradisíaca praia de Tabatinga, no Nordeste do Brasil. Devido a um misterioso trauma, Elisabete abandonou seu lar e nunca mais permaneceu em um só lugar. Aos trinta anos, ela anseia por uma identidade. Elisabete não se sente confortável em sua própria pele, uma estrangeira em seu mundo.
  • Direção: Edson Lemos Akatoy
    Elenco: Cecilia Retamoza e Bruna Belmont
    Produção executiva: Edson Lemos Akatoy
    Argumento: Edson Lemos Akatoy e Ana Aragão Batista
    Roteiro e montagem: Edson Lemos Akatoy
    Produção: Edson Lemos Akatoy e Uégillys Keyllor
    Preparação de elenco: Jamila Facury
    Direção de fotografia: Raphael Aragão, Julia Sartori e Charliane Rodrigues
    Direção de arte: Thalita Sales
    Som direto: Janaína Lacerda, Leonardo Gonçalves e Charliane Rodrigues

     

  • Euller Miller entre dois mundos
  • Curitiba, Paraná
  • 76min, Longa-metragem, documentário, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Euller Miller é um jovem indígena brasileiro da etnia Kaiwá que sai de sua pequena aldeia nos arredores de Dourados (MS) para cursar odontologia em uma universidade pública na populosa capital do estado do Paraná. O filme acompanha sua complexa transição entre dois mundos contrastantes e a busca de novos horizontes que não impliquem na perda de suas raízes indígenas.
  • Direção: Fernando Severo
    Elenco: Euller Miller Martins Almeida
    Produção executiva: Anderson Simão e Christopher Faust
    Roteiro: Fernando Severo
    Dirção de fotografia: Jonathan van Thomaz
    Edição: Fernando Severo e Tomás von der Osten
    Desenho de som: Alexandre Rogoski

  • Fabiana
  • São Paulo, São Paulo
  • 89min, longa-metragem, documentário, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Fabiana, mulher trans, vive como uma caminhoneira nômade por todo o Brasil durante mais de trinta anos. Porém, a aposentadoria se aproxima e ela deverá deixar para trás suas aventuras na estrada.
  • Direção: Brunna Laboissière
    Elenco: Fabiana Camila Ferreira e Priscila Cardoso
    Roteiro, fotografia e som direto: Brunna Laboissière
    Produção: Brunna Laboissière e Fernando Pereira dos Santos
    Coordenação de produção: Brunna Laboissière
    Montagem: Bruna Carvalho Almeida
    Desenho de som: Caio Gox

  • Francisco
  • Rio Branco, Acre
  • 20min, curta-metragem, ficção, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Francisco tenta viver a sua vida longe de tudo o que lhe faz lembrar um episódio específico na sua infância: a morte do pai, que fora vítima de um crime de ódio difícil de superar. Mas ao encontrar documentos antigos em arquivos velhos em casa, passa a entender o seu papel como homem negro e a importância da luta contra o racismo no Brasil.
  • Direção: Teddy Falcão
    Elenco : Matheus Brandão, Ryan da Silva Pedrosa, Maria José da Silva, Marilza Brás, Ivan de Castela
    Roteiro: Teddy Falcão
    Direção de fotografia: Deyse Cruz Noronha
    Direção de arte: Lara de França
    Produção de elenco: Renan Praxedes
    Produção: Priscila Cristina
    Som direto e edição de som: André Ferreira
    Montagem e pesquisa de trilha musical: Teddy Falcão

  • Guará
  • Goiânia, Goiás
  • 21min, curta-metragem, ficção, 2019 Classificação indicativa: 12 anos
  • No cerrado habitam lobos-guarás e bandeirantes.
  • Direção: Fabrício Cordeiro e Luciano Evangelista
    Elenco: Rodrigo Cunha, Tothi Cardoso, Valeska Gonçalves, Allan Santana, Juliana Albuquerque, Marcos Aurélio Neto, Sidi Leite, Jônatas Borges, Telma dos Reis
    Produção executiva: Cecília Brito
    Direção de produção: Suelen Corsino e Tothi Cardoso
    Roteiro e montagem: Fabrício Cordeiro e Luciano Evangelista
    Direção de fotografia: Larry Machado
    Direção de arte: Gabriela Richter Lamas
    Som direto e desenho de som: Vasconcelos Neto

  • Ilha
  • Muritiba, Bahia
  • 92min, longa-metragem, ficção, 2018 Classificação indicativa: 16 anos
  • Emerson, um jovem da periferia, quer fazer um filme sobre a sua história na Ilha, lugar onde quem nasce nunca consegue sair. Para isso, ele sequestra Henrique, um premiado cineasta. Juntos, eles reencenam a própria vida, com algumas licenças poéticas. O plano começa e a partir de então não há mais limites, afinal, cinema também é jogo.
  • Direção: Ary Rosa e Glenda Nicácio
    Elenco: Aldri Anunciação, Renan Motta, Thacle de Souza, Valdinéia Soriano, Arlete Dias, Aline Brune, Sérgio Laurentino e Ridson Reis
    Roteiro e direção executiva: Ary Rosa
    Direção de fotografia e câmera: Augusto Bortolini, Poliana Costa e Thacle de Souza
    Direção de arte: Glenda Nicácio
    Direção de produção: Thamires Vieira
    Direção de som: Ary Rosa e Rafael Beck
    Som direto: Napoleão Cunha
    Montagem: Poliana Costa e Thacle de Souza

  • Isso me faz pensar
  • Porto Alegre, Rio Grande do Sul
  • 25min, curta-metragem, documentário, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Isso me faz pensar apresenta a realidade de jovens da periferia de Porto Alegre que vivem a cultura hip hop, enquanto enfrentam cotidianamente situações de preconceito, escassez e violência. Do raro protagonismo feminino em um ambiente dominado pelos homens às dificuldades em manter o trabalho com a música, a dança ou a poesia. Batalhas de slam, feiras livres, oficinas em escolas, marchas e shows acabam sendo para estes batalhadores um ato de resistência.
  • Direção: Hopi Chapman
    Elenco: Jaqueline Trindade Pereira, Júlio César Oliveira de Oliveira, Pablo de Freitas e Rael da Silva Vieira
    Produção executiva: Cris Reque
    Argumento: Cris Reque e Hopi Chapman
    Roteiro: Karine Emerich
    Colaboração de roteiro: Hopi Chapman
    Direção de fotografia: João Gabriel Queiroz
    Montagem: Paulo Padilha
    Produção executiva FFX: Daniela Israel

  • Jéssika
  • Rio de janeiro, Rio de janeiro
  • 19min, curta-metragem, ficção, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Anos após deixar sua casa, a travesti Jéssika retorna para sua cidade natal e para a casa de sua mãe.
  • Direção: Galba Gogóia
    Elenco: Verónica Valenttino, Shirley Britto e Pedro Bedim
    Produção executiva e de finalização: Anna lu Machado, Roteiro, Galba Gogóia
    Produção: Felipe Maranhão, Juliana Rosa e Laura Alves
    Colaborações no roteiro: Deivid Rodrigues e Lucas Paraízo
    Montagem: Ananda Banhatto
    Direção de fotografia: Arthur Dalla e Raphael Narciso
    Direção de arte: Thaysa Paulo

  • Majur
  • Rondonópolis, Mato Grosso
  • 20min, curta-metragem, documentário, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • A pedido de Majur, o documentário foi gravado em segredo da família. LGBTQ, e é porta-voz e responsável pela Chefia de Comunicação em uma aldeia indígena no interior de Mato Grosso. Acompanha, assessora e traduz do bororo para português, assim foi gravado um breve processo de sua vida pessoal e profissional.
  • Direção: Rafael Irineu
    Elenco: Majur Margô, River Boo e Monyca Houstton
    Produção executiva: Patricia Ribeiro
    Câmera e montagem: Rafael Irineu
    Som direto: Matheus Lazarin e Isabelle Almeida
    Faixa Musical: Vem – Jaloo

  • Mateus
  • Recife, Pernambuco
  • 80min, longa-metragem, documentário, 2017 Classificação indicativa: Livre
  • Dois palhaços. Uma estrada. Muitos encontros. Jurema e Bandeira sobem em um Fusca 78 a caminho da Zona da Mata norte-pernambucana, em busca dos palhaços da cultura popular: os Mateus, dos grupos de cavalo-marinho, companheiros da brincadeira de fazer sorrir.
  • Direção: Dea Ferraz
    Elenco: Cláudio Ferrario, Odília Nunes, Martelo, Mocó, Seu Luis e  Zé de Bibi
    Produção executiva: Fernanda Ferrario e Dida Maia
    Argumento: Dea Ferraz
    Roteiro: Dea Ferraz e Bia Baggio
    Produção: Carol Vergolino, Claudio Ferrario, Dida Maia, Dea Ferraz, Fernanda Ferrario, Neusa Rodrigues
    Direção de fotografia: Leo Crivellare e Marcelo Lacerda
    Som direto: Rafa Travassos (Sound8)
    Montagem: Bia Baggio

  • Navios de Terra
  • Belo Horizonte, Minas Gerais
  • 70min, long-metragem, ficção, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Há anos a montanha é deslocada entre dois países (Brasil e China). Rômulo, ex-minerador e agora marinheiro, segue levando parte da montanha e vai ao encontro de outra. Na imensidão do mar, ele conhece outros viajantes, e em momentos febris encontra as memórias e o espírito da terra. Num cotidiano atravessado por outras línguas que ele não fala, mesmo sem entender, as conversas em desencontro acontecem. Assim, Rômulo vai enfrentar dias lentos na imensidão do oceano até o outro continente.
  • Direção: Simone Cortezão
    Elenco: Rômulo Braga, Shima, José Fontinelle, Gerson Rodrigues, Ruby Wang, George Chen e Wu Fu Jong 
    Produção executiva: Gustavo Ferreira e Simone Cortezão
    Narração: Ana Amélia Cabral
    Argumento: Ramílson Noronha e Simone Cortezão
    Produção: Simone Cortezão, Ana Moravi, Bea França
    Fotografia: Matheus Antunes
    Produção local (Taiwan): Eduardo Almeida, Platini Chang & George Chen
    Som: Andrew Lee e João Tito
    Edição de som: Guile Martins
    Montadores: Delani Lima e Simone Cortezão
    Trilha original: Miguel Javaral
    Mixagem: Rubens Valdes

  • No Rio das Borboletas
  • Manaus, Amazonas
  • 21min, curta-metragem, ficção, 2017 Classificação indicativa: 14 anos
  • Uma escolha, uma consequência. Quando duas irmãs ficam em um impasse se vão ou não em busca de ajuda para a mãe enferma, a decisão muda para sempre o destino das quatro mulheres. Erasmia e Doriana, as duas capazes de decidir. Kallima, irmã mais nova, é autista e vive em um mundo à parte, e Rosa, impotente, só aceita a decisão de embarcarem em uma canoa em busca de ajuda.
  • Direção: Zeudi Souza
    Elenco: Antônia Vilapouca, Erismar Fernandes, Tiziane Virgílio, Patrícia Cajueiro
    Produção executiva: Rachel Lyra, Zeudi Souza e 602 Filmes
    Roteiro: Zeudi Souza
    Direção de produção: Claudilene Siqueira
    Direção de fotografia: Yure Cesar
    Direção de arte: Òscar Ramos
    Preparação de elenco: Zeudi Souza
    Direção de som: Cláudio Lavor
    Montagem: Flávia Abtibol

  • Orin: música para os Orixás
  • Salvador, Bahia
  • 73min, longa-metragem, documentário, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Os cantos e ritmos tocados nos terreiros de candomblé tiveram grande influência na construção rítmica de diferentes gêneros da música popular brasileira, como samba, baião, axé music e funk carioca. Orin é o nome iorubá dado às cantigas sagradas do candomblé, que têm o papel de fazer a comunicação entre o mundo material e o espiritual. O documentário longa-metragem mostra a trajetória de Iuri Passos, professor de atabaque no terreiro do Gantois, em Salvador, e primeiro alabê a conquistar o título de mestre em etnomusicologia pela UFBA. Praticantes da religião, pesquisadores e artistas como Mateus Aleluia, Letieres Leite, Gerônimo Santana e Gabi Guedes falam sobre a resistência dessa tradição musical e sua relação com a dança, transe e mitologia dos orixás.
  • Direção: Henrique Duarte
    Produção executiva: Daniela Duarte e Letícia Campos
    Pesquisa, roteiro e montagem: Henrique Duarte
    Direção de fotografia: Henrique Duarte e Yuri Rosat
    Som direto: Albano Moura, Letícia Campos e Thiago Brandão
    Entrevistados (Por ordem de aparição): Dona Cici, Mateus Aleluia, Gilmar Sampaio, Leonardo Jones (Tagun), Iuri Conceição, Iuri Passos, Carlos Átila, Ulisses De Jesus, Alexandre Melo (Fão Sogbôsi), Gerônimo Santana, Letieres Leite, Tadeu Mascarenhas, Bira Marques, Gabi Guedes, Rychelmy Imbiriba (Esutobi), Angela Luhning, Gilmar Tavares, Valmir Pereira, Gerson Costa (Bié), Áureo de Oliveira, João Paulo Santos, Ari Lima, Rossival Mascarenhas, Jau Santana, Nem Cardoso, Lazaro Erê, Rone Dumdum, Guilherme Chiba

  • Parque Oeste
  • Goiânia, Goiás
  • 70min, longa-metragem, documentário, 2018 Classificação indicativa: 10 anos
  • Depois de ser vítima de violência do Estado, em Goiânia, Brasil, uma mulher reconstrói sua vida, transformando seu luto em luta.
  • Direção: Fabiana Assis
    Produção executiva: Sertão Films
    Roteiro: Fabiana Assis, Eduardo Consonni, Rodrigo T. Marques
    Produção: Fabiana Assis
    Coprodução: Violeta Filmes e Goyaz Filmes
    Operação de som: Guile Martins
    Montagem: Eduardo Consoni, Rodrigo T. Marques
    Trilha Sonora: Edson Secco
    Imagens de arquivo: Centro de Mídia Independente de Goiânia

  • Plano Controle
  • 16min, curta-metragem, ficção, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • O ano é 2016. Um golpe da direita derruba a primeira mulher eleita presidenta no Brasil. Nesse contexto político distópico, Marcela usa o serviço de teletransporte de seu celular para deixar o país, mas seu plano é controle.
  • Direção: Juliana Antunes
    Elenco: Marcella Santos e Uirá dos Reis
    Roteiro: Juliana Antunes
    Produção: Marcella Jacques e Camila Bahia Braga
    Direção de fotografia: Alice Andrade
    Direção de arte: Dayse Barreto
    Desenho de som: Pedro Durães
    Montagem: Luísa Lanna e Gabriel Martins

  • Quando as coisas se desmancham
  • Curitiba, Paraná
  • 21min, curta-metragem, documentário, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Ana é uma adolescente que retorna a Natal para se reaproximar do pai, que está com Alzheimer. Nesse meio-tempo, ela se prepara para as provas do Enem, dá seus primeiros passos nas artes e se pergunta sobre quais caminhos a seguir. Há uma relação clara entre a degradação de um, o florescimento de outro e a busca pelas memórias.
  • Direção: Aristeu Araújo
    Elenco: Fernanda Cunha, Geraldo Maia, Isadora Gondim, Clotilde Tavares
    Produção executiva: Suerda Morais
    Roteiro: Aristeu Araújo, Lielson Zeni, Sofia Helena, Vanessa C. Rodrigues
    Direção de produção: Dênia Cruz
    Direção de fotografia: Thaís Grechi
    Direção de arte: Michele Dalpasqual
    Som direto: Gustavo Guedes
    Desenho de som: Luiz Lepchak
    Montagem: Aristeu Araújo

  • Quilombo Mata Cavalo
  • Nossa Senhora do Livramento, Mato Grosso
  • 15min, curta-metragem, documentário, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • No Quilombo Mata Cavalo, quilombolas distribuídos em seis comunidades resistem para preservar seus traços culturais, manter a integração comunitária e conquistar a regularização das terras herdadas de seus ancestrais.
  • Direção: Jurandir Amaral
    Produção executiva: Beatriz Lindenberg
    Roteiro e produção: Jurandir Amaral
    Direção de fotografia: Rafael Mazza
    Técnico de som: Greco Nogueira
    Consultoria de roteiro e direção: André da Costa Pinto
    Edição: Fernanda Rondon
    Produção: Instituto Marlin Azul
    Entrevistados: Ana Maria Silva, Natalino da Silva, Antônio da Conceição, Berenice do Espírito Santo, Laura Ferreira, Antônia Silvana, Pedro Guilherme, Arlete Pereira e Manoel Domingos

  • Rasga Mortalha
  • São Domingos, Paraíba
  • 15min, curta-metragem, ficção, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Baseado na lenda da “Rasga Mortalha", o filme conta a história de Seu Arlindo — um senhor que vive no interior da Paraíba —, que passa a ouvir os rumores da vizinhança e os barulhos da coruja agourenta. Preocupado com a situação, Seu Arlindo passa a acreditar que a coruja está matando as pessoas do município. Assim, ele planeja a captura da ave para acabar de vez com a tristeza da população local.
  • Direção: Pattrícia de Aquino
    Elenco: Buda Lira, Fabio Campos, Wenia Medeiros, Beti Rodrigues, Magna Fontes, Sebastião Rodrigo e Raone Santos
    Roteiro: Pattrícia de Aquino
    Produção: Beatriz Lindberg
    Diretor de fotografia: João Carlos Beltrão
    Direção de arte: Carlos Mosca
    Montagem e desenho de som: Ely Marques

  • Tipoia
  • Maceió, Alagoas
  • 17min, curta-metragem, ficção, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Paulo está com seus movimentos reduzidos por uma tipoia e se sente impotente por isso. Mas será ele a única pessoa a se sentir impotente no Brasil de 2016?
  • Direção: Paulo Silver
    Argumento: Lidiane Bernardino
    Direção de fotografia: Jande Silver, Lidiane Bernardino e Paulo Silver
    Montagem: Paulo Silver
    Mixagem e desenho de som: Octávio Lemos (Bagaceira filmes)
    Conversas: Henrique Oliveira, Laís S. Araújo, Leonardo Amaral, Paulo Silver, Maysa Reis e Nuno Balducci

  • Vozes da memória
  • Porto Velho, Rondônia
  • 33min, média-metragem, documentário, 2018 Classificação indicativa: Livre
  • Vozes da memória, através do registro audiovisual, mostra o olhar contemporâneo da história a partir das vozes da periferia, da juventude, dos artistas, das comunidades indígenas, dos ribeirinhos e imigrantes.
  • Direção: Raissa Dourado
    Elenco: Carlos Macedo, Bado, Euro Tourinho, Bailarina da Praça, Bainha, Berto Bertagna, Eunilson Ribeiro, Carmênio, Márcia Mura Poesia “Mormaço”, Elizeu Braga
    Produção: Carol Allen, Rafael Barros, Amanara Brandão, Suelen Rodrigues e Francine Marie
    Montagem: Michele Saraiva
    Som direto: Suelen Rodrigues
    Fotografia: Raíssa Dourado, Neni Glock e Isaque Nascimento
    Drone: Gabriel Almeida
    Imagens de arquivo: Evandro Lima, Euro Tourinho, Sáimon Rio e Neni Glock

  • a besta pop
  • Belém, Pará
  • Classificação indicativa: 16 anos 81min, longa-metragem, ficção, 2018
  • Em um futuro distópico durante o último dia que antecede o apocalipse, em meio à implementação de um governo totalitarista, fanatismo religioso e a alienação da sociedade, um grupo de jovens decide burlar o toque de recolher como modo de escapismo do tédio de suas vidas. Eles têm seus caminhos entrelaçados no melhor lugar para estar no fim do mundo, na festa A Besta Pop.
  • Direção: Artur Tadaiesky, Fillipe Rodrigues e Rafael B. Silva
    Elenco: Leoci Medeiros, Gabriel Antunes, Cassio Di Freitas, Yuri Granha, Kazu Ishizaki, Marvin Muniz e Marcelo Nunes, Valéria Lima, Eliane Flexa, Ysiadnne Ribeiro, Rafaella Cândido e Joyce Cursino
    Produção executiva: João Luciano, Tamires Cecim e Jorane Castro
    Roteiro: João Luciano, Arthur Alves, Hariel Zarath, Rafael B. Silva e Tamires Cecim
    Direção de produção: Tamires Cecim e Thamires Rafael
    Direção de fotografia: Silas Sousa
    Direção de arte: João Luciano
    Som direto: Michael Barra
    Montagem: Rafael B. Silva e Artur Tadaiesky
    Efeitos especiais: Bruno de Assis, Luca Porpino e Nicolas Dias
    Trilha sonora: Adriano Muniz

  • Chamando os ventos: por uma cartografia dos assobios
  • Belém, Pará
  • Classificação indicativa: Livre 14min, curta-metragem, documentário, 2018
  • Chamando os ventos: por uma cartografia dos assobios é um documentário sobre a ação imaginária de chamar os ventos por meio de assobios, uma dinâmica que envolve entretenimento, ancestralidade, afetividade e memória.
  • Direção: Marcelo Rodrigues
    Roteiro e direção de fotografia: Marcelo Rodrigues
    Produção: Nara Reis
    Desenho de som: André Mardock ,Marcelo Rodrigues
    Animação: Victor Almeida

  • O céu dos índios Desâna e Tuiuca
  • Manaus, Amazonas
  • Classificação indicativa: Livre 26min, curta-metragem, documentário, 2017
  • O documentário de média-metragem, dos diretores Flávia Abtibol e Chicco Moreira, empreende uma verdadeira aventura por rios amazônicos para tentar desvendar os vestígios de um saber pouco conhecido pelos brasileiros: a astronomia indígena produzida por duas etnias amazônicas. Os Desâna e Tuiuca dominam o conhecimento do céu como saber complementar às suas vidas na terra. Este olhar peculiar estabelece uma relação de cumplicidade entre a terra e o céu que a cultura ocidental tem dificuldades em firmar.
  • Direção: Flávia Abtibol e Chicco Moreira
    Elenco: Jaime Diákara
    Direção de produção: Chicco Moreira
    Produção: Zeumar Z1
    Roteiro: Flávia Abtibol
    Direção de fotografia: Chicco Moreira e Zé Monteiro
    Direção de som: Reldson de Paula
    Montagem: Flávia Abtibol
    Pesquisa: Jaime Diákara

32