11 de abril de 2022

O programa de sustentabilidade Ecos – direcionado ao público interno da CNC, Fecomércios, Sesc e Senac – consiste em um conjunto de ações planejadas e checadas continuamente, com o objetivo de sensibilizar os empregados, otimizar o uso de recursos e mitigar os impactos socioambientais relacionados às atividades dessas organizações. O programa atua com indicadores de economicidade no intuito de reduzir despesas e na busca de mais eficiência operacional. Ecos é certificado como tecnologia social pela Fundação Banco do Brasil e sua metodologia compõe um banco nacional de iniciativas para a conservação do meio ambiente. Atualmente, o programa está implantado em 19 Departamentos Regionais do Sesc, 7 Federações do Comércio (vinculadas à CNC) e 16 Departamentos Regionais do Senac.

Confira o relatório das ações do Programa Ecos no âmbito do Departamento Nacional do Sesc.

25 de março de 2022

Uma proposta curricular é apenas um ponto de partida. O início de uma longa jornada construída por professores, estudantes e outros sujeitos que compartilham responsabilidades no seu desenvolvimento. Assim, é no decorrer dessa jornada que a proposta curricular ganha vida, diante das escolhas operadas pelos que a realizam, nas condições reais que encontram para o seu desenvolvimento.

24 de novembro de 2021

O documento, criado pelo Departamento Nacional com participação dos Departamentos Regionais, apresenta diretrizes norteadoras para o processo de mediação cultural em Arte Educação, ação que visa ao desenvolvimento de um pensamento crítico a partir do conceito que trabalhos de arte descortinam a possibilidade de uma visão questionadora do mundo.

 

19 de novembro de 2021

 

Esta publicação apresenta os fundamentos e as diretrizes do projeto Criar Sesc, como referência para processos de estudo e elaboração dos projetos locais, contextualizados pelo Sesc em todo o país.

Com essa proposta, convidamos você a acompanhar a apresentação das diretrizes construídas para o projeto. Em um primeiro momento, nos capítulos 2, 3 e 4, são apresentadas questões relacionadas à infância, à sua capacidade de criar e de conhecer, e aos fundamentos da educação integral. Trata-se de uma abordagem filosófica para começar uma conversa que gostaríamos que se estendesse nos encontros formativos e nos estudos propostos. Nos capítulos 5 ao 8 são sugeridos alguns desdobramentos metodológicos, eixos para práticas pedagógicas e gestão do projeto, além de indicações para a continuidade dos estudos.

 

Clique na imagem e acesse o material.
1 de outubro de 2021

Painel Rede.S foi idealizado com o objetivo de reunir práticas educacionais das escolas Sesc presentes em todo o Brasil e para evidenciar nossa diversidade e inovação. Em 2021, foram selecionados projetos elaborados com norte nas Diretrizes para a Educação Básica do Sesc e nossas Propostas Pedagógicas e que apontam para alguns dos novos caminhos que podemos seguir diante de tantas mudanças.
Os projetos apresentados nesta revista foram publicados inicialmente na Rede.S – Rede de Educação Sesc – , plataforma virtual desenvolvida com o objetivo de dar aos educadores do Sesc um espaço exclusivo para o compartilhamento de práticas educacionais promovidas em nossas escolas. A Rede.S conta hoje com diversos projetos de professores engajados e comprometidos com uma Educação inovadora e de qualidade. Então pensamos: por que não compartilhar as nossas práticas e saberes também com o público externo? E foi assim que nasceu o Painel Rede.S e esta publicação, que têm como principal objetivo valorizar boas práticas e reconhecer o trabalho dos educadores que fazem a diferença nas unidades educacionais do Sesc em todo o Brasil.
Clique na imagem e acesse o material.
15 de setembro de 2021

Confira os indicadores do Programa Ecos em 2019, no Departamento Nacional do Sesc.

Os projetos aqui reunidos foram apresentados no Painel Rede.S: desafios da educação e propostas frente à pandemia, um encontro virtual para o compartilhamento de práticas publicadas na Rede.S. 16 de agosto de 2021

Os projetos aqui reunidos foram apresentados no Painel Rede.S: desafios da educação e propostas frente à pandemia, um encontro virtual para o compartilhamento de práticas publicadas na Rede.S, plataforma exclusiva para os educadores do Sesc.

15 de setembro de 2020

Desde março de 2020 vivemos em um cenário de pandemia que lança um marco na história da humanidade. Mas o que passamos hoje é reflexo da degradação — antrópica — dos hábitats naturais que, gradativamente, dão espaço a aglomerados urbanos. Com isso, as crescentes interações negativas com os ecossistemas e sua biodiversidade deflagraram e ainda provocarão doenças que a medicina moderna pouco conhece.

Esta crise sanitária, de origem ambiental, forçou mudanças na vida pessoal e profissional de todos, que refletiram diretamente na operação do Programa Ecos. Por exemplo: com a suspensão de todas as viagens para implantações presenciais do programa, tivemos que pensar soluções para viabilizar a execução da cooperação técnica totalmente a distância. A partir dessa experiência começamos a enxergar oportunidades de revisão em todos os nossos processos, sob a lógica da eco eficiência, reduzindo os custos e os impactos ambientais relacionados à implantação. Porém muitas ações planejadas não puderam ser realizadas, já que seriam executadas nas instalações físicas, em contato com o público interno do Departamento Nacional.

Por esse motivo, este relatório de 2020 está reduzido. Com poucas ações executadas, focamos no relato dos indicadores, evidenciando a redução dos custos operacionais e dos impactos ambientais. Todavia, não obstante todos os impactos negativos que a pandemia trouxe, o atual momento pode ser propício à renovação. Rever os processos para que economizem água, energia, papéis e diversos outros recursos, a fim de promover mais equilíbrio entre receitas e despesas, será cada vez mais importante e crucial para a sustentação e a perenidade da instituição.