Publicado em 06/11/2019
Atualizado em 06/11/2019

Alimentação saudável começa na escola

Guia de Alimentação Escolar do Sesc auxilia a produção de refeições saudáveis e seguras

Hábitos saudáveis começam na infância e são fundamentais para o desenvolvimento integral dos indivíduos. Assim, oferecer uma alimentação equilibrada no ambiente escolar é muito importante, tanto por fazer parte do processo de aprendizagem, quanto por formar multiplicadores desses bons hábitos para a família e amigos dos alunos.

 

Pensando nisso, o Sesc elaborou o Guia de Alimentação Escolar do Sesc, com o objetivo de alinhar e orientar os cantineiros e toda a equipe de trabalho que atua nas cantinas das escolas do Sesc, mas que também pode ser utilizado pelos profissionais como instrumento de apoio para a prática profissional.“Com o Guia conseguimos trazer para todas as cantinas a alimentação saudável e segura sob o ponto de vista microbiológico. Queremos fazer com que as crianças realmente adquiram bom hábito alimentar, melhorando a sua qualidade de vida e se tornando adultos saudáveis”, explica Lilian Gullo, nutricionista do Departamento Nacional do Sesc.

 

 

Com uma leitura fácil e acessível, a publicação foi pensada buscando uma alimentação saudável e segura nas escolas do Sesc. (Foto: Divulgação)

 

O trabalho foi realizado em conjunto com a nutricionista e consultora Juliana Paludo. Falamos com a especialista um pouco sobre o assunto:

 

Sesc: Qual é a importância de uma alimentação saudável no ambiente escolar?

Juliana Paludo: A escola representa um local muito rico para a promoção de hábitos de alimentação e vida saudáveis. Muitas vezes, é o lugar onde a criança faz a maioria das refeições diárias e, por isso, a importância da oferta de opções nutricionalmente balanceadas. Uma alimentação quantitativamente suficiente e qualitativamente adequada é imprescindível para um saudável crescimento e desenvolvimento infantil, assim como contribui positivamente no processo de ensino e aprendizagem das crianças.

 

S: Na sua opinião, como a alimentação escolar faz parte do processo de aprendizagem dos alunos?

JP: A alimentação saudável é um componente-chave para o sucesso do processo de ensino e aprendizado. Crianças bem alimentadas apresentam melhores níveis de atenção e concentração, o que resulta em melhores resultados cognitivos no ambiente escolar. Uma alimentação saudável contribui para a potencialização do capital intelectual de um indivíduo, de uma sociedade e de uma nação.

 

S: Você considera que a alimentação no ambiente escolar pode ser um mecanismo de extensão dos hábitos saudáveis para a família dos alunos?

JP: A escola e a família são protagonistas no processo de educação alimentar e nutricional de uma criança. A escola representa uma oportunidade única para que a criança receba ensinamentos que podem ser multiplicados no ambiente domiciliar.

Muitas vezes questões aprendidas na escola servem de gatilho para mudanças de hábitos alimentares de uma família inteira, o que certamente resultará em melhores condições de saúde e qualidade de vida. Escola e família devem ter um discurso alinhado e centrado no positivo. Valorizar o que se faz de bom é um primeiro passo na busca de uma vida mais feliz e saudável.

 

O Guia

O Guia de Alimentação Escolar do Sesc foi dividido em três volumes: saúde e qualidade dos alimentos; como implantar a alimentação saudável nas cantinas escolares; e situações especiais de alimentação e aspectos regionais. Acesse em:

Guia de Alimentação Escolar – Volume I

Guia de Alimentação Escolar – Volume II

Guia de Alimentação Escolar – Volume III

 

Obesidade infantil não é brincadeira

Além do Guia, o Sesc promove sistematicamente a prevenção da obesidade em suas escolas por meio do “Obesidade não é brincadeira”. No projeto, são desenvolvidas atividades lúdicas e educacionais com as crianças, apresentando os alimentos e falando dos nutrientes, sem tornar nenhum deles um vilão, como explica Lilian. “A partir da preparação de receitas em oficinas culinárias e experimentações do sabor, textura, cor, cheiro, plantio e colheita, desenvolvemos nas crianças o senso crítico. Elas se tornam protagonistas das suas escolhas”. 

 





O Sesc no Brasil