Acessibilidade
Acessibilidade: Aa Aa Aa
29 de abril de 2024

Projetos do Senac e do Sesc mudam vidas através de educação, cultura e trabalho

 

O que você sonhava em ser quando era adolescente? Lembra do momento em que a primeira oportunidade profissional bateu à sua porta? Recorda das paixões que seguiriam a vida toda com você? Trabalhar provavelmente ainda era uma realidade distante para alguns, mas a imaginação fluía com tantas possibilidades. E que bom seria se toda vida pudesse ser vivida em sua plenitude, com cada pessoa desenvolvendo o melhor de si, fosse no mercado de trabalho, nos hobbies, nas escolhas pessoais.

Nesse caminho, o Programa de Aprendizagem do Senac e o Sesc Orquestras Jovens, duas iniciativas comprometidas com a inclusão social de jovens, abrem as portas do mundo a muitos adolescentes e jovens adultos. Vamos contar a história de dois jovens que tiveram suas vidas renovadas e transformadas por essas ações.

Foi pelo Programa de Aprendizagem do Senac que o alagoano Guilherme Alves, de 22 anos, teve a oportunidade do primeiro emprego e trilhou uma longa trajetória até se tornar o mais jovem comendador do país. Desde novo, Guilherme sentia a necessidade de buscar a independência financeira. E encontrou essa oportunidade como jovem aprendiz.

“Quis um emprego para ajudar meus pais e já ter uma experiência profissional. Foi quando uma grande loja de atacado da cidade me chamou para ser jovem aprendiz e me encaminhou para o Senac. Eu me surpreendi muito com a experiência que o Programa de Aprendizagem me proporcionou, porque não imaginava que teria tanto aprendizado. Para mim, o Senac ofereceria uma educação parecida com a da escola, mais teórica. Mas logo percebi que estava errado e que na Instituição aprendemos a viver por meio de um ensino completo, com foco na prática e no comportamento”, diz Alves.

Apaixonado pela cultura japonesa otaku (que envolve o interesse em animes e mangás), Guilherme soube aproveitar e explorar todas as nuances que o Senac lhe proporcionou. Além da técnica, desenvolveu competências que foram cruciais para superar inseguranças e ganhar a confiança necessária para promover seu primeiro evento cultural em Alagoas.

“Postura, organização e responsabilidade no ambiente de trabalho. Tudo isso eu aprendi no Senac e aplico até hoje, é um aprendizado que não tem preço, algo que levamos para a vida toda. Eu tinha muito medo de não conseguir desempenhar minha função no trabalho, sentia muita insegurança em relação a isso. Mas o Senac me ajudou, me guiou e, em 2019, enquanto era aprendiz na Instituição, fiz meu primeiro evento, em uma praça pública, durante a Bienal do Livro”.

Hoje, o ex-aluno do Senac Alagoas entrou na área cultural e realizou diversos eventos na cidade, sendo o maior deles para um público com mais de 20 mil pessoas. E não parou por aí: o trabalho de Guilherme foi reconhecido pela Câmara Municipal de Maceió, que o presenteou com a comenda de Mérito Cívico por sua atuação na cultura.

Ao relembrar o período como jovem da Aprendizagem, Guilherme deixa um recado: “Se eu pudesse falar para os aprendizes, diria para não desistirem e confiarem no Senac. Sei do comprometimento dos instrutores e da Instituição com os jovens. Por isso aconselho que eles confiem também e se dediquem aos estudos e ao trabalho com vontade e determinação”.

 

Sonhos realizados através da música

E foi justamente a dedicação que levou o Heitor Gabriel, de 17 anos, para a orquestra jovem do Sesc. Ele já fazia aulas de violão em Poconé, no Polo Socioambiental Sesc Pantanal, mas começou a assistir aos concertos da orquestra e se apaixonou. Muita gente não acreditava que ele conseguiria. Hoje, toca viola de arco pela orquestra. E o que seria apenas um hobby se tornou mais que isso. A música mudou sua vida e ele acredita que participar do projeto lhe trouxe mais disciplina e abriu novos horizontes.

‘’A música transformou muito a minha vida. Para mim, ela é um sentimento”.

Ao contar sua trajetória, ele lembra com carinho que o Sesc faz parte da sua jornada. Estudante do Complexo Educacional Sesc Pantanal, em Poconé, desde os 3 anos ele alimenta o sonho de cursar administração e gastronomia depois de terminar o Ensino Médio. ‘’Como sempre digo para os colegas, minha vida é em torno do Sesc desde criança. Fiz escola, participei de projetos e faço cursos no Sesc, que sempre abriu oportunidades. Se não fosse por ele, o que seria de mim?’’.

Neste ano, participou do 12º Festival Internacional Sesc de Música, um dos maiores eventos de música de concerto da América Latina, com apresentações em espaços públicos de Pelotas, no Rio Grande do Sul, e cursos para estudantes e profissionais.

“Pela orquestra, viajei pela primeira vez de avião. Pude ver como são outros jovens, com mais experiência, tocando. Foram muitas dicas de música e de vida. Vi novas pessoas, vivi novas experiências e vi novos concertos’’.

Se Heitor seguirá pelo caminho da música, gastronomia ou administração, ainda não sabemos, mas uma coisa é certa: o amor pela arte e a influência do Sesc em sua vida já geraram frutos para a vida inteira.

Programa de Aprendizagem – Senac

Desenvolvido pelo Senac Alagoas, em parceria com várias empresas, o Programa de Aprendizagem cria oportunidades para o estudante que está iniciando sua carreira no mercado de trabalho e para empresas que podem qualificar e desenvolver seu futuro profissional.

O Programa de Aprendizagem do Senac contempla um conjunto de ocupações, propiciando aos aprendizes competências voltadas à profissionalização e à cidadania, a partir da compreensão do mundo de trabalho.

Aprendiz é o adolescente ou jovem de 14 a 24 anos que esteja matriculado e frequentando a escola regular ou tenha concluído o ensino médio. É por meio deste programa que o Senac promove a inserção social para esta faixa etária. A empresa é responsável pelo recrutamento e pela seleção dos aprendizes. Após a escolha do candidato, encaminha-o para o Senac, matriculando-o em um dos cursos que seja do interesse da contratante em função da sua área de atuação.

Sesc Orquestras Jovens

Presente em todas as regiões do Brasil, o programa Sesc Orquestras Jovens une educação musical e inclusão social ao oferecer cursos de instrumentos e prática de conjuntos para adolescentes. Mais do que ensinar a arte de tocar instrumentos, a iniciativa estimula o encontro dos alunos como forma de desenvolvimento artístico e pessoal. O Sesc é pioneiro neste tipo de projeto. As primeiras bandas de música e orquestras foram criadas em 2004. Hoje, o Sesc Orquestras Jovens está presente em diferentes estados – Maranhão, Mato Grosso (Polo Socioambiental Sesc Pantanal), Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro (Polo Educacional Sesc), Rio Grande do Norte, Roraima e Sergipe.

Notícias Relacionadas:

Hotéis do Sesc recebem o selo de excelência

No total, oito hotéis foram certificados neste ano no Travellers' Choice  ...

Sesc se mobiliza em todo país em prol das vítimas das chuvas do Rio Grande do Sul

Arrecadação de recursos, pontos de coleta de doações e espaço para atender ...

Dia do Desafio celebra 30 anos

Coordenado no Continente Americano pelo Sesc São Paulo, o evento acontece n...

CineSesc traz ao público filme sobre trajetória

Em maio, o projeto CineSesc promove pré-estreias do longa-metragem Diálogos...

Últimas notícias

Fique por dentro dos acontecimentos e artigos mais recentes sobre o Sesc e o Brasil.

Últimas notícias

Fique por dentro dos acontecimentos e artigos mais recentes sobre o Sesc e o Brasil.

Utilizamos cookies em nosso site para trazer uma melhor experiência aos visitantes. Para mais detalhes, leia nosso Termo de Privacidade e Dados Pessoais.